Pular para o conteúdo principal

AS EMOÇÕES NO MUNDO CORPORATIVO


Lidar com os sentimentos faz parte das experiências de qualquer ser humano, seja na infância, adolescência, vida adulta ou na velhice. Esses sentimentos estão sempre presentes, seja no âmbito pessoal ou profissional.

Por incrível que pareça, na fase adulta, onde a carga de emoções vividas podem ser mais entendidas e assimiladas, há um grande peso. Torna-se muitas vezes impossível lidar com pressões, julgamentos, tempo, regras, aceitação e tudo mais gerado no ambiente de trabalho.

Aceitar que somos diferentes uns dos outros, e que as emoções são individualmente sentidas por cada indivíduo e no seu determinado tempo, pode gerar uma melhor compreensão e bem estar. Esse momento de reflexão é uma excelente oportunidade de evoluir como pessoa.

Ao notar que as pessoas possuem seu próprio controle de emoções podemos contribuir para melhorar as relações dentro das organizações. Um gestor que consegue entender as motivações de sua equipe agrega valor para o alcance dos propósitos a serem alcançados.

A inteligência emocional que alguns indivíduos possuem pode ser de grande ajuda para as organizações, especialmente para gestores. As empresas, em especial os que trabalham com seleção e recrutamento ficam de olho nesse tipo de perfil que pode contribuir, principalmente quando há necessidade de relação direta com clientes.

Entende-se ainda, que os sentimentos individuais podem existir agindo em harmonia. Os sentimentos são vias de mão dupla. Portanto, nunca se exceda sem necessidade, agir no impulso nem sempre frutifica, mas sempre resulta em algo que vai frutificar.

Saiba usar de forma eficaz a alegria, tristeza, medo, raiva, nojo e demais sentimentos que há em você. Seja um profissional diferente e  faça bom uso de seus recursos, técnica se aprende, sentimentos mudam.




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

FILME RECÉM CHEGADA – FOCO NA PRODUÇÃO #OQUEVI

PARTES MAIS AFETADAS DO CORPO HUMANO POR ACIDENTES NO TRABALHO

Tanto o empregador como o colaborador precisam ter cuidado e zelo pelo seu bemmaior, a saúde. Evitar acidentesnotrabalho é responsabilidade da empresa, mas também exige uma enorme conscientização e disposição do colaborador. O colaborador necessita, além de EPI- Equipamento de Proteção Individual, atenção e sentido de alerta, não pode apenas confiar nas experiências bem sucedidas. Assim, o colaborador deve realizar suas atividades sem pressa, equipado e seguir a rotina para evitar acidentes que possam afetar partes do corpo humano, como mãos, pés, pernas, tronco, face e demais membros. As pesquisas revelam que as mãos são as partes do corpo mais afetadas por acidentes, seguidas pelos pés. O menor percentual encontra-se no crânio/face, acredito que a cobrança firme para uso de capacetes colabore para os resultados, é a região que geralmente mais se protege. Em contra partida as empresas devem continuar seus esforços para segurança, inclusive por força de lei. Assim a empresa se livra de cu…

INDICAÇÃO DE FILME : MUDANÇA DE HÁBITO - GESTÃO DE PESSOAS

A gestão de pessoas é algo bem curioso e que nem sempre é realizado de forma correta, mas existe fórmula? Eu gostaria de compartilhar com você um pouco da impressão que tive com o filme (muito conhecido) Mudança de Hábito.
É comum funcionário receber ordens, mas também sabemos que nem sempre são aceitas, apenas são executadas e as vezes a contra gosto. A impressão que temos é que nem sempre a autoridade recebida por um cargo é aceita de forma tranquila, suave ou com baixa resistência. A trama da irmã “Mary Clarence” na cena em que divide as vozes e conhece o timbre de cada uma das participantes do coral me intriga ainda hoje, devido aos resultados. Minha primeira observação passa pelo fato do reconhecimento dela como líder a parti daquele momento, ela recebe a batuta para reger o coral, a parti daquele momento, toda a equipe (o coral) sabem e reconhecem de quem seguir as orientações. Outro importante aspecto é a competência existente, ela realmente conhece o que faz. A forma dela conduzi…